Querida amiga magra,

Atualizado: Out 1

Sei que, assim como eu, você foi ensinada a odiar e temer o corpo gordo. Desde pequenas vimos e ouvimos que não está tudo bem ser gorda e, por isso, talvez você ache que é normal alguns tipos de atitudes e comentários ou sequer perceba como eles desmerecem o meu corpo.


Eu entendo que você não gosta de estar gorda e tá tudo bem. Só peço que pense um pouco antes de falar "Deus me livre" ao corpo que me pertence. Pense o quão contraditório é você dizer que eu sou linda e, ao mesmo tempo, "nossa, tô enorme de gorda, credo". Eu passei minha vida inteira tendo o meu corpo gordo sendo rejeitado pela sociedade e, agora que finalmente o impus ao mundo, sua falta de sororidade me enfraquece.


Não, você não vai engordar 10kg simplesmente por comer demais em um Natal ou por comer dois dias seguidos em um fast food. Não, essa roupa também não te deixa gorda, mas tudo bem se não gostar, só não precisa falar com repulsa ou nojinho, um simples "não gostei" basta. E não, comer qualquer coisa não é "fazer gordice", é simplesmente comer.


Por favor, não utilize de comparações "gorda vs magra" como incentivo, isso só perpetua a rivalidade entre as mulheres e o preconceito com o corpo gordo. Você não precisa se referir a uma mulher gorda como "cheinha" ou "fortinha", não tenha medo de usar a palavra 'gorda' na minha frente. Não é xingamento, mas seu medo de utilizá-la é o que traz a conotação da ofensa.


Não, não está tudo bem você me dar dicas de alimentação ou exercício sem que eu as solicite. Não, eu não quero sua opinião sobre qual roupa vai melhor esconder minhas dobrinhas. Não, eu não preciso de força de vontade ou incentivo, eu simplesmente não quero emagrecer. Não, não vale você dizer que me acha bonita e rir quando alguém fizer piada ou comentário maldoso sobre o corpo de outra guria gorda. E sim, em todas as vezes que você fez ou falou algo do tipo, você me oprimiu.


Eu sei que provavelmente você nem percebeu como tudo isso me afeta, mas espero você entada que meu corpo é resistência e, por causa disso, eu sofro diariamente. Eu quero você como minha aliada e, para isso, preciso que você reconheça seus privilégios como mulher magra e saiba que eles não se estendem a mim. Eu entendo, é foda ser mulher. Todos os dias sofremos algum tipo de pressão que nos exige ser magras, da pele boa e do cabelo liso. Eu sei como atingir o padrão é difícil e que você rala muito para fazê-lo, mas não o imponha a mim. Entenda e respeite meu corpo, não por ser sua amiga, mas porque todo corpo é livre e todo corpo é lindo.


Com amor,

sua amiga gorda.


-

#queridaamigamagra #sororidade #corpolivre #corpogordo



4,004 visualizações

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER?

  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon

© 2019 por Revista Hilda.