De gorda para gorda

Atualizado: Ago 13

A Hilda era meu sonho mesmo antes de existir. A menina gorda, que era constantemente ignorada, o motivo de piada, que não se via em lugar algum e nem tinha alguém para conversar estava exausta de tudo o que passou, com raiva dos que a fizeram se sentir assim e cansada de ver outras passando pelo mesmo. Foram anos de falta de amor próprio, de insatisfação, de ter o meu corpo gordo constantemente rejeitado, por mim e todos os outros.


Eu precisava mudar. Entendi que a opinião alheia sobre o meu corpo não importava, que a palavra ‘gorda’ não era xingamento e que a mulher incrível (e gorda) que habitava em mim estava louca para que eu me apaixonasse por ela. Foi um processo lento e muito, muito doloroso. Tinha dias que eu simplesmente questionava se não seria mais fácil simplesmente ceder e sucumbir à pressão estética para assumir um biotipo que não era o meu, o de uma mulher magra.


Quando finalmente me permiti sentir esse tal de amor próprio sobre o qual tanto ouvi falar, não podia guardar somente para mim. Eu precisava que outras mulheres gordas sentissem o que eu senti. E, então, a Revista Hilda aconteceu. Da vontade de falar para todas essas mulheres que elas não estavam sozinhas, de compartilhar experiências, de exaltar a beleza do corpo gordo, de escancarar a gordofobia, de trazer representatividade, de lutar por mim e todas nós.

Assim, foram publicadas duas edições digitais da Hilda, em 2017 e 2018. Duas revistas que contaram com a colaboração de diversas profissionais, de mulheres como eu. Foram publicações feitas por mulheres gordas para mulheres gordas. E não poderíamos parar por aí.



Com a instantaneidade que o mundo digital pede e a vontade de produzir ainda mais conteúdo de qualidade, criamos o site em janeiro de 2019. Uma nova etapa, um novo desafio. Surge, então, uma plataforma de conteúdo digital sobre o universo plus size e o movimento body positivity, um lugar totalmente voltado para a mulher gorda.


Entre idas e vindas da Hilda, percebemos que, para falar sobre todo o universo plus size e tudo o que rodeia o corpo gordo, para ser A revista da mulher gorda, era preciso mais expertise, mais experiência, mais gordas. Era preciso uma reformulação, uma nova Hilda.

Nós falaremos sobre moda, mercado plus size, imagem e estilo, beleza, direitos do corpo gordo e comportamento em colunas escritas por mim e outras seis mulheres: Carol Zacarias, Dani Rudz, Daphne Constantinopolos, Gorda na Lei (Rayane Souza e Mariana Oliveira) e Lilian Lemos.


Queremos ser maiores e melhores, queremos elevar outras mulheres, queremos ser o que toda gorda precisa: um lugar de acolhimento, representatividade, normalidade e protagonismo.


De gorda para gorda, essa é a Revista Hilda.


-

#revistahilda #gorda #plussize #danirudz #gordanalei #carolzacarias #rayanesouza #daphneconstantinopolos #autoestima #amorpróprio #amandalima #modaplussize #mercadoplussize




91 visualizações

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER?

  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon

© 2019 por Revista Hilda.