7 Razões para conhecer MUM

Atualizado: Jul 12


Foto: Luana Caroline

Gabriela Cordeiro de Paula tem 23 anos e mora em Ponta Grossa (PR). Porém é por seu nome artístico e voz poderosa que MUM é conhecida. Com sua primeira apresentação em 2017, a cantora e compositora traz consigo músicas de abraçar o coração e a representatividade gorda brasileira que a gente precisava. Ela lançou esse ano seu primeiro EP “Nebulosa” e nós já nos tornamos fãs. Se você ainda não sabe quem é ela, nós te damos 7 razões para conhecer (e amar) MUM.


1. Ela é muito mais que o nome

MUM carrega consigo mais que o nome artístico. Segundo ela, MUM é a representação de três elementos que regem suas composições e sua carreira: a grande mãe (do inglês MUM); a lua (da pronuncia do inglês MUM) e a mulher (do acróstico Mais Uma Mulher).


“Quando eu escolhi esse nome eu não sabia ainda qual significado ele tinha, isso foi depois. De início, eu só queria que ele fosse curto, simétrico e de fácil pronuncia e MUM se encaixou bem. Mas depois que eu comecei a compor com maior frequência e vi do que se tratava aquilo tudo que eu estava gerando para o mundo, MUM se tornou algo muito maior.”


2. Suas inspirações são como ela: mulheres fortes e com vocais poderosos

Entre elas estão: Florence Welch, Aurora, Daughter, Lorde e Beyoncé.


3. Ela tem um single (com letra e clipe sensíveis) que fala sobre o corpo gordo

A música é incrível e ela fala por si só, por isso vamos deixar você com a letra e o clipe:


Um corpo é um corpo

É templo da alma

Pro culto do corpo não fui convidada

Se o corpo é um templo, minha carne é sagrada

Retira as amarras e o olhar que cala

O que me faz? Eu me odiar?


A forma que habito

Disseram que era errada

As curvas e as dobras

Só se forem exatas


Meu peso, minha massa

Meu corpo é minha casa

A beleza não precisa machucar

O corpo gordo é obra prima é lar.



4. Ela também passou por um processo de autoamor

MUM sempre foi uma menina gorda até que dos 16 aos 19 ficou magra. Nessa época ela sofria distorção de imagem e continuava se enxergando gorda. Alguns maus bocados depois, ela começou a se enxergar com outros olhos e entendeu que não tinha que emagrecer para que sua vida começasse.


“Meu corpo é minha casa, meu refúgio, onde guardo tudo de bom e de ruim. Minha casinha. Hoje posso dizer que eu amo muito ele, mas que não foi fácil estar nessa posição. É uma construção diária se amar assim, ainda mais quando todos estão contra você. Pelo menos eu não estou mais contra mim, que é o mais importante.”


5. Seu corpo influencia, de maneira brilhante, sua música

“Um corpo é um corpo” foi uma música que MUM escreveu diretamente com o propósito de falar sobre como o corpo gordo é tratado pela sociedade e como as pessoas gordas se sentem em relação a ele. A música se apresenta como um afronte aos gordofóbicos e uma exaltação das pessoas gordas por meio da representatividade.


“Eu sou o meu corpo, eu vivo tendo esse corpo e todos os meus sentimentos rodeiam esse corpo gordo de mulher.”


Foto: "Nascimento" por Ana Istschuk

6. Seu primeiro EP é puro, sincero e encantador

Em “Nebulosa”, suas canções falam sobre a própria relação da artista consigo mesma durante o período nebuloso de descoberta e aceitação.


“Nebulosa traz também a parte mais bruxa e ancestral em ‘Reciclo’, música que representa essa minha transição de reconexão com meu corpo e minha mente como pertencentes do todo.”




7. Ela não se deixa abalar pela gordofobia alheia

Além de ser um single, o “Um corpo é um corpo” foi lançado como um projeto protagonizado por modelos gordos voluntários que fazem releituras de obras famosas em que o protagonista é magro. Ao substituir o corpo magro por um corpo gordo, o projeto recebeu muito ódio da comunidade quando lançado na mídia.


“Durante a campanha dei várias entrevistas, principalmente em TV, falando sobre o projeto, sobre a gordofobia propriamente dita e o que mais choveu foi o ódio contra mim e os modelos participantes. Mas, felizmente, o amor que recebo é bem maior que tudo isso!”

Foto: Releitura de "Vênus" por Bruno Viana

Siga MUM nas redes:

Instagram: @maisunamulher

Facebook: /maisunamulher

Twitter: @maisumamulher

YouTube: MUM


-

#maisumamulher #mum #representatividade #umcorpoéumcorpo #corpolivre #autoestima #corpogordo



216 visualizações1 comentário

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER?

  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon

© 2019 por Revista Hilda.